Histórias da Ditadura

Artigos

memorias
19
ago
2019

HD nas universidades | As memórias do Exército sobre a ditadura


Dissertação: “Do outro lado da colina”: a narrativa do Exército sobre a ditadura civil-militar

Autor: Eduardo dos Santos Chaves (Lattes | Dissertação)

Orientadora: Marluza Marques Harres

Instituição: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2011

1. Qual a questão central da sua pesquisa?

O objetivo do trabalho foi averiguar a construção da narrativa acerca da ditadura a partir da análise da coletânea de depoimentos de militares e civis sobre o golpe e o regime militar. Tal coletânea foi produzida e publicada pela Biblioteca do Exército, a Bibliex, em 2003 e 2004. Assim, busquei também investigar as estratégias utilizadas pelo Exército para montar a publicação.

2. Resumo da pesquisa

A dissertação intitulada “‘Do outro lado da colina’: a narrativa do Exército sobre a ditadura civil-militar” procurou analisar depoimentos de militares e civis que, em sua maioria, atuaram na defesa do movimento de 31 de março de 1964 e na sustentação do regime em seus vinte e um anos de duração. Essas narrativas estão inseridas em disputas de longa data, que foram travadas no campo das memórias dos indivíduos que lutaram contra o regime e os que o defenderam.

3. Quais foram suas principais conclusões?

A dissertação procurou demonstrar que a iniciativa de construir uma coleção com 247 depoimentos partiu do Exército, que acreditava estar respondendo a uma série de grupos e indivíduos, tais como as esquerdas, a mídia e aos intelectuais que, segundo acreditam, ao invés de narrar a “verdade” sobre a “Revolução” de 1964, caracterizam esse período como uma ditadura civil-militar.

4. Referências

Celso Castro. O Espírito Militar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

Rodrigo Patto Sá Motta. Em guarda contra o “Perigo Vermelho”: o anticomunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva: 2002.

Michel Pollak. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

Daniel Aarão Reis. Ditadura militar, esquerdas e sociedade. 3.ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

Denise Rollemberg; Samantha Viz Quadrat. (Org.). A construção social dos regimes autoritários: legitimidade, consenso e consentimento no século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008. Brasil e América Latina, v. 1.

Eduardo dos Santos Chaves é licenciado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) e mestre em História pela mesma instituição, onde desenvolveu sua pesquisa sobre os militares e o golpe de 1964. Integrante do Grupo de Trabalho da ANPUH Direitas, História e Memória e membro pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa em Educação (NUIPE). Desenvolve pesquisas acerca da ditadura militar brasileira e dos regimes autoritários do século XX. Atua como docente da área de História no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

Caso queira divulgar sua pesquisa sobre temas relacionados às ditaduras latino-americanas do século XX ou sobre questões do Brasil contemporâneo, não necessariamente na área de História, escreva para o email: hd@historiadaditadura.com.br


Crédito da imagem destacada:
General Emílio Garrastazu Médici diante do Congresso Nacional.
Arquivo Nacional, Correio da Manhã, PH FOT 18171.107.