Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

06
jan
2017

Almino Afonso deixa presidência da Comissão de Anistia.

Quatro meses após ser nomeado presidente da Comissão de Anistia, Almino Afonso, que foi ministro de João Goulart e cassado pela ditadura militar, decidiu deixar o cargo. No ano passado, ele foi convidado pessoalmente pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que foi à sua casa em São Paulo para chamá-lo para integrar o colegiado. Afonso disse ao GLOBO na manhã desta quinta-feira que seu gesto não significa qualquer protesto contra os trabalhos da comissão e argumentou que “interpretou mal” o grau de trabalho a ser desenvolvido. Ele entregou o cargo há um mês, mas reclamou que sua exoneração ainda não foi publicada no Diário Oficial.

— É muito trabalho a ser feito. Muito mais do que o previso no diálogo com o ministro. E se quiser levar a sério é preciso muita dedicação. São muitos processos ainda a serem julgados (de pedidos de anistia e reparação econômica) e isso me obrigaria a ir muitas vezes a Brasília (ele mora em São Paulo). E já não sou nenhuma criança, mas um jovenzinho de 87 anos — disse Almino Afonso.

Leia mais: Jornal O Globo