Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

27
mar
2017

Arcebispo emérito da Paraíba que foi preso e torturado na ditadura morre aos 88 anos no Recife.

Arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Pinto Carvalheira morreu aos 88 anos, no sábado (25), no Recife. Pernambucano, o arcebispo foi um dos colaboradores de dom Helder Câmara durante o regime militar no Brasil. O corpo de dom Carvalheira está sendo velado na Igreja da Sé, em Olinda, neste domingo (26). De acordo com a Arquidiocese da Paraíba, Dom Marcelo estava com a saúde debilitada, tendo sido diagnosticado anteriormente com pneumonia e também por causa da idade, e morreu indo para um hospital, ainda no carro que o conduzia.

A Arquidiocese de Olinda e Recife lamentou o falecimento e lembrou que ele foi preso e torturado na defesa dos líderes católicos na época do regime militar. Dom Carvalheira ocupou a vice-presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) de 1998 a 2004, teve livros publicados e morava em Olinda. A missa de corpo presente de dom Marcelo Carvalheira está marcada para as 16h na Igreja da Sé. Depois, o corpo será levado para a Catedral da Luz, em Guarabira (PB), onde será velado durante a noite.

Leia mais: Diário do Sertão