Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

13
fev
2017

Documentário de João Moreira Salles estreia com aplausos em Berlim.

Após dedicar-se à memória familiar em “Santiago” (2007), o cineasta João Moreira Salles volta, dez anos depois, ao universo autobiográfico no documentário “No intenso agora”. O longa parte de imagens que sua mãe, Eliza Gonçalves (1929-1988), fez durante uma visita à China em 1966, no início da Revolução Cultural, passa por registros das turbulências do movimento estudantil de Maio de 1968 e aborda também as manifestações daquela época na então Tchecoslováquia e no Brasil. O longa teve sua estreia mundial no sábado, na mostra Panorama do Festival de Berlim, onde foi muito aplaudido.

Leia mais: Jornal O Globo