Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

16
jan
2017

Documentário em finalização destaca a trajetória do jornalista gaúcho Tarso de Castro.

A figura combativa, boêmia e libertária marcou a imprensa brasileira nos anos da ditadura militar em publicações como o semanário “O Pasquim”.

Jornalista brilhante, guerrilheiro diletante, provocador, mulherengo com pinta de galã de cinema. Tarso de Castro foi isso e ainda mais em sua fulgurante vida abreviada pelos excessos etílicos, em 1991, aos 49 anos. Abarcar a trajetória de uma figura múltipla e tão intensa como foi o gaúcho de Passo Fundo, e de uma forma que faça jus a essa persona, foi a desafio encarado pelos diretores Leo Garcia e Zeca Brito, que finalizam em Porto Alegre o documentário A Vida Extra-ordinária de Tarso de Castro (o duplo sentido do título é proposital).

A produção está em fase de montagem, com lançamento previsto para o segundo semestre ou o começo de 2018. O prazo para o ponto final depende de três depoimentos sobre Tarso que não puderam ser registrados entre as dezenas de entrevistas feitas em cidades como Passo Fundo, Rio de Janeiro e São Paulo.

Leia mais: Jornal Zero Hora