Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

08
fev
2017

Documentos explicam origens da grilagem de terras no Distrito Federal.

A luta por moradia e as invasões de terras públicas são dois pilares da política do Distrito Federal. Nas últimas décadas, a condescendência das autoridades diante da grilagem e as promessas de habitação caminharam juntas. Documentos da Secretaria de Segurança Pública do DF, mantidos sob sigilo desde os anos 1980, mostram as origens do movimento pela casa própria e, paralelamente, a atuação de grileiros em várias cidades. Os arquivos revelam a passividade do governo diante de um problema que se mostrava evidente à época. Também dão detalhes dos bastidores do surgimento de políticos que alavancaram carreiras à custa do sonho de moradia de milhares de brasilienses.
No quinto dia da série “Brasília Confidencial”, construída com base em acervos abertos neste mês pelo Arquivo Público do Distrito Federal, o Correio revela como os militares monitoraram a atuação de associações de inquilinos e de organizações em defesa da criação de novos assentamentos. Esses movimentos são a raiz de muitas cidades do Distrito Federal. Poucos anos depois, pressionado pelas lideranças do setor, o então governador Joaquim Roriz criou localidades como Recanto das Emas e Samambaia.