Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

12
fev
2017

Meio século de alta literatura.

3 de setembro de 1966. Em plena ditadura militar, sob o governo de Israel Pinheiro em Minas Gerais, nascia uma das mais revolucionárias publicações literárias do Brasil. Pensado e idealizado por Murilo Rubião (1916–1991), escritor e intelectual com centenário celebrado no ano passado, o “Suplemento Literário de Minas Gerais” sobrevive ainda hoje no formato impresso, cinco décadas após ter publicado gente do calibre de Drummond, Augusto de Campos, Clarice Lispector, Dalton Trevisan e Lygia Fagundes Telles.

Para celebrar essa história rica de pioneirismo, resistência e literatura da melhor qualidade, a Secretaria de Estado de Cultura lança, na tarde deste sábado (11), a edição especial de 50 anos do “Suplemento Literário” – incluindo os melhores textos, além de poemas e análises inéditas sobre a publicação.

Leia mais: O Tempo Magazine