Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

03
fev
2017

Ney Matogrosso: “O Brasil era abertamente tolerante a todas as tendências. Não é mais”.

Quando o golpe militar aconteceu no Brasil, o Rio já estava na seguinte condição: tinha-se praia de nudismo, que não era oficializada, mas respeitada. As aeromoças de voos internacionais iam na Praia do Diabo, entre o Arpoador e o quartel, e trocavam de roupa, ficavam nuas na praia, faziam topless. E o Rio era o paraíso. Copacabana era vista pelo Brasil como a terra das pessoas que não prestavam, mas não é que não prestavam, eram pessoas livres. Era outro tipo de mentalidade que estava se formando no Brasil. Se, no momento do golpe, as aeromoças gringas já estavam ficando nuas na praia, hoje em dia, se viesse naquela batida, não sei onde estaríamos. Seríamos um exemplo para o planeta. De tolerância, de convivência, de tudo. E era, chegou a ser isso.

Leia mais: Zero Hora