Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

29
mar
2017

Obra de João Gilberto Noll ganhou boas versões no cinema.

Primeiro longa-metragem de Salles e vencedor do prêmio de melhor filme do Festival de Brasília, Nunca Fomos Tão Felizes é um dos títulos mais emblemáticos do período de redemocratização do Brasil, nos estertores da ditadura militar (1964 — 1985). Tem como personagens um ex-guerrilheiro que aderiu à luta armada (Cláudio Marzo) e o filho de quem ele busca se aproximar (Roberto Bataglin) após anos vivendo na clandestinidade.

Leia mais: Jornal Zero Hora