Histórias da Ditadura

Hoje na Imprensa

07
fev
2017

Rio de Janeiro: vereador pede exoneração de secretário de Crivella que serviu ao Codi.

Documento do Tribunal Superior Militar liga o atual secretário municipal de Ordem Pública, Paulo Cesar Amendola, ao Centro de Operações de Defesa Interna (Codi), usado na ditadura para reprimir movimentos contrários ao regime.

Em 3 de dezembro de 1970, Amendola, então “capitão da Polícia Militar do Estado da Guanabara a serviço do C.O.D.I”, foi designado para apreender “todo e qualquer material subversivo ou destinado a subversão” na casa de um suspeito em Botafogo. Para isso, estava autorizado a “arrombar portas, gavetas e armários e prender em flagrante os recalcitrantes”. O mandado é assinado por Wilson Carrilho de Oliveira, então comissário de polícia lotado no Codi do 1º Exército.

Leia mais: Jornal O Dia