Histórias da Ditadura

Referências

Autor

Carlos Chagas

Título

113 dias de angústia: impedimento e morte de um presidente.

Formato

Livro

Palavras-chave

Costa e Silva, Editora L&PM, 1979

Sinopse

113_DIAS_DE_ANGUSTIA_1341316365B (1)

O jornalista Carlos Chagas foi testemunha privilegiada de um momento histórico do país: o período entre 27 de agosto e 17 de dezembro de 1969 (quando o presidente Costa e Silva adoeceu para não mais voltar ao cargo), marcado por angústia, suspense e uma crise política que mergulhou o regime militar ainda mais no caminho do endurecimento.

Secretário de Imprensa do marechal — que, morto por uma trombose, seria substituído por uma junta militar —, Chagas acompanhou de dentro do governo todo o drama que envolveu não só a luta dos médicos para tentar inutilmente salvar o presidente, mas também as nervosas negociações nos bastidores do poder para decidir que passos dar a partir do momento em que se evidenciou que Costa e Silva não retomaria a cadeira no Planalto.

Seu testemunho deu forma à série de reportagens “113 dias de angústia — Impedimento e morte de um presidente”, publicada pelo GLOBO a partir de 7 de janeiro de 1970, com a qual Chagas obteve o Prêmio Esso de Jornalismo daquele ano.

Classificação
[Total: 0    Média: 0/5]

Comentários

Deixe uma resposta