Histórias da Ditadura

Referências

Autor

Ciley Cleto

Título

Blanc/Bosco: arte e resistência.

Formato

Dissertação

Palavras-chave

Arte, Cultura, USP. 1996

Sinopse

Esta dissertação pretende contextualizar a dupla Aldir Blanc e João Bosco na música popular brasileira, no período de 1972 a 1986. Para tanto, observa as canções de um ponto de vista histórico-social, a partir dos temas políticos, sociais, amorosos e culturais. Ao mesmo tempo, procura verificar as relações entre a poética dos compositores e a época da ditadura militar e estabelecer os fortes matizes ideológicos da criação artística naquele momento histórico. Assim a obra de Aldir e João apresenta-se como a historia da repressão, sob a ótica do desprivilegiado, do suburbano, do oprimido, seja ele o trabalhador rural ou urbano, o favelado, o jogador, a mulher vulgar, o negro, etc. A produção da dupla não se restringe, de acordo com as avaliações elaboradas nestes trabalho, ao projeto de denuncia política que, por vezes, parece estar a frente das composições. Ou seja, os compositores ao invés de caírem no discurso panfletário ou populista, Aldir Blanc e João Bosco registram o momento político-social brasileiro por meio da revelação do cotidiano do povo, da escolha dos seus personagens, da descrição dos lugares, da linguagem coloquial dos mais humildes, enfim, da opção pelo lado mais fraco da sociedade.

Classificação
[Total: 0   Average: 0/5]

Comentários

Deixe uma resposta