Histórias da Ditadura

Referências

Autor

Itamar Flavio da Silveira; Suelem Carvalho

Título

Golpe de 1964. O que os livros de história não contaram.

Formato

Livro

Palavras-chave

Editora Peixoto Neto, 2016

Sinopse

Golpe de 1964: o que os livros de história não contaram mostra aquilo que a esquerda não quer que você saiba. O livro revela muitos aspectos obscuros dos grupos que se opunham de armas na mão ao Regime Militar. Em destaque estão os crimes cometidos pelos terroristas na tentativa de transformar o Brasil numa ditadura comunista. É o primeiro livro produzido por historiadores que não se curva à patrulha ideológica esquerdista que hoje é hegemônica nas universidades brasileiras.

Mostrar as reais motivações que levaram à destituição de João Goulart e à instalação do regime autoritário é fazer justiça aos militares de 1964, bem como condição necessária para que o Brasil possa conhecer seu passado para entender seu presente e pensar no seu futuro.

Tornou-se senso comum em nosso país o argumento de que em 1964 o Brasil estava entre a normalidade democrática e a ditadura militar. Mas isso não é verdade. Nos anos que precederam a ruptura institucional de 1964, o Brasil vivia um clima de insurreição, estimulado pelo próprio presidente João Goulart, com o objetivo de repetir aqui o que ocorrera em Cuba. Quando nos debruçamos sobre esse período, é inevitável a constatação de que vivíamos na iminência de uma revolução comunista.

Se os comunistas, efetivamente, tomariam o poder e implantariam uma ditadura do proletariado, nós jamais saberemos. Mas a ameaça era real. E a ação dos militares foi baseada no que eles tinham de concreto sobre as pretensões políticas das esquerdas no Brasil. Entre pagar para ver e efetivamente agir, os milicos ficaram com a segunda opção. Por isso, Golpe de 1964: o que os livros de história não contaram é um livro que, em última análise, busca fazer justiça àqueles que muito provavelmente impediram que a nação brasileira caísse num regime totalitário de esquerda.

Classificação
[Total: 0    Média: 0/5]

Comentários

Deixe uma resposta