Histórias da Ditadura

Referências

Autor

Marcio Tavares D'Amaral

Título

O dia do AI-5.

Formato

Livro

Palavras-chave

Repressão, Polícia Política, Espionagem, Ficção, Editora Rocco, 1996

Sinopse

80f531ff-dfdd-4458-ae15-3bfa93f1731a

Existem vários bons depoimentos sobre o golpe militar de 1964 e os anos de repressão que se seguiram. Em O dia do AI-5, a novidade não está em voltar ao fato, mas na abordagem quase alegórica da forma como ele foi vivido.

O leitor é levado de volta ao 13 de dezembro de 1968 – um dia aparentemente normal, que ao longo das horas revelaria o rumo que o país tomaria a partir da da assinatura do Ato Institucional Nº 5: um mergulho nos anos mais obscuros do período militar.

No livro, Márcio Tavares D Amaral une lirismo e humor na descrição dos fatos reais daquela Sexta-feira e das reações de suas personagens: uma geração de estudantes, militantes, heróis e loucos.

Eles são tratados com a liberdade de personagens da ficção. Os acontecimentos (as perseguições, as prisões, o medo) apesar de absurdos, são reais. Nesse jogo de espelhos, não será casual que alguém se reconheça em algum momento do livro. Os personagens mostram como pagamos com a moeda do medo: “O fato é que em toda a parte ele vê um perseguidor, tudo lhe cheira aos homens”, escreve Tavares D’Amaral. De um momento para o outro passamos a ser todos cúmplices, todos suspeitos.

E o autor traz esse espanto para a própria estrutura do romance. Com isso ele nos oferece um emocionante relato sobre um dos mais importantes dias da história recente do Brasil. Uma era vivida com muita seriedade e uma enorme paix

Classificação
[Total: 0    Média: 0/5]

Comentários

Deixe uma resposta