top of page
  • Foto do escritorLucas Pedretti

Os militares e os yanomamis

Atualizado: 26 de jan. de 2023

Em julho de 1991, em relatório periódico, o Centro de Informações do Exército (CIE) dedicou seu editorial à “questão indígena”. O assunto era caracterizado como um “tema controvertido” e que abria espaço para “manipulação”. No texto, um ponto ganhava destaque: os yanomamis. A demanda pela demarcação da terra era considerada “exagerada”. O CIE até aceitava que a “solução envolve critérios antropológicos, históricos, socioculturais etc.”, mas atestava: “acima de quaisquer outros critérios, [devem estar] os interesses nacionais”.



“Interesses nacionais” e “objetivos nacionais permanentes” são expressões que os militares, à luz da Doutrina de Segurança Nacional, acreditavam – e continuam acreditando – representar os valores e princípios fundamentais da nacionalidade. A proteção de povos indígenas não fazia parte desses objetivos. Pelo contrário, os “legítimos interesses do país” eram, na verdade, a “integração” dos indígenas à “comunidade brasileira”. Isso era “inevitável” e “mera questão de tempo”. Com isso, os caminhos para a exploração dessas terras, em nome do “bem comum”, estariam abertos.



Dizimar os Yanomamis a fim abrir espaço para a exploração predatória de seu território é um projeto. O ex-presidente Jair Bolsonaro, bem como os ex-ministros Damares Alves e Ricardo Salles operaram o genocídio e, portanto, devem ser responsabilizados. Ainda assim, não são apenas eles os formuladores intelectuais do extermínio.


Uma viagem de Davi Kopenawa, por exemplo, foi objeto de monitoramento por parte do Exército. Vejam o tipo de ilustração ridicularizadora e de texto utilizados pela inteligência militar para descrever o evento.


Link para o documento analisado no texto: https://bit.ly/yanomaniciesni. Centro de Informações do Exército. Fundo: Serviço Nacional de Informações. Arquivo Nacional.


Créditos da imagem destacada: Guarda Rural Indígena: treinados para realizar repressão nas aldeias. Acervo Funai. Wikimedia Commons.


Como citar este artigo:

PEDRETTI, Lucas. Os militares e os yanomamis. História da Ditadura, 24 jan. 2023. Disponível em: https://www.historiadaditadura.com.br/post/os-militares-e-os-yanomamis. Acesso em: [inserir data].


230 visualizações
bottom of page